Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Aventuras de um português na Alemanha

Rating das televisões em Portugal: lixo

Será admissível que num país Europeu do século XXI os telejornais em horário nobre fiquem 40 minutos desde a sua abertura a falarem de um clube de futebol que ganhou um campeonato? Eu digo 40 minutos porque esse foi o minuto em que desliguei o Jornal da TVI, após ainda ter tido esperança de ver alguma outra notícia que marcou a atualidade em Portugal e no mundo, e talvez ouvir o comentário do Professor Marcelo.

Eu até posso aceitar, enquanto cidadão, que abram o telejornal a referir tal proeza (4 anos depois o Benfica é campeão), mas os canais portugueses gostam da festa... de mostrar o inutil (às tantas ligaram em direto para Paredes onde estavam umas 20 pessoas a festejar). E onde ficou a informação?

Eu gosto de futebol. Mas 40 minutos??? Caramba, as televisões que têm o dever de educar e informar na verdade são lixo. Puro lixo informativo, onde o assessório e especulativo é mais importante que o informativo. Não aprenderam estes "jornalistas" (faço entre aspas porque julgo que envergonham a categoria da profissão) qual a sua missão? A sua função enquanto mensageiros da informaçao? Mas nao... importante era mostrar 15 camaras a apontar para o nada e a repetir 30 vezes o mesmo. É assim tao importante para o país a vitória (mais que anunciada) do Benfica como campeão nacional?

 

Após desistir ao minuto 40 onde ainda ía a reportagem, resolvi entao procurar outras fontes de informação (neste caso o site do jornal Público) e pude então informar-me do que se passou neste mundo e que, de acordo com as nossas televisoes, não merecem destaque nem ao minuto 40. Será que não haviam assuntos tão ou bem mais atuais e importantes? Pois bem:

- A situação na Ucrânia está a escalar para um nível preocupante de violência: a guerra civil pode estar por dias

- Morreu um grande estilista nacional: Augustos

- O PS subiu nas intenções de voto para as Europeias

- Foram a enterrar os 2 pescadores de Vila do Conde que morreram na faina esta semana

- Continuam as buscas para procurar sobreviventes no naufrágio na Coreia

- Mau tempo no regresso da Páscoa: bastantes acidentes

- O Benfica é campeao nacional de futebol

(e outras...)

 

Fico triste com a lixeira das nossas televisões: fiquei eu à espera de informação (e a levar por cima, antes das 20:00, com um programa pimba de música pimba que explora o sentimento e necessidade das pessoas para telefonarem na esperanca de ganharem um prémio) - outra tristeza - das muitas que as nossas tvs nos presenteiam.

Comparo com a Alemanha: as noticias são dadas de forma sucinta, objetiva, e com conteúdo. Em 30 minutos é o tempo máximo que dura um telejornal aqui. Os cidadãos exigem este rigor, serem informados. Paga-se por isso, claro (aqui cada habitacao tem de pagar obrigatoriamente 17,90€ por mês de taxa de audiovisual: sim, eu e todos aqui pagam mais de 200 euros por ano  para isso. É muito... milhares de milhões de euros, mas até fico a pensar que "ainda bem que pago", pois para ter a vergonha dos telejornais em Portugal estou disposto a pagar esse valor.

 

Julgo que os media em Portugal (pincipalmente em Lisboa) pensam que o povo ainda é provinciano. Estão errados, e estão a subestimar a sua inteligência. Mas o lixo ainda vende, e enquanto vender acho que continuarão a fazer o mesmo. Mas nao se admirem por perderem audiências todos os anos. Até irem todos para a rua despedidos pela falência.

A televisão está ao nível de lixo. Os media em geral em Portugal estão ao nível da divida suberana, dos nossos políticos e de muitos empresários. Tenho de conlcuir que está bem para o país que temos... infelizmente!

Portugal no seu pior...

O caso da divulgação da conversa entre os ministros da Finanças Português e Alemão esta semana mostra o que um jornalismo de irresponsabilidade pode fazer pela (má) imagem de um país.

Este episódio (e justificado pelos jornalistas com outro caso de uma televisão Espanhola) veio mostrar o que de pior existe no sul da Europa:

1 - A TVI violou regras claras na captação de imagens desse tipo de eventos. Visto o Vitor Gaspar não ter dito que tinha morto alguém, é dúbia o interesse em divulgar a conversa como justificou a TVI. Regras são regras, e são para cumprir. Engraçado, fica a parecer que os Portugueses gostam de violar regras...onde é que já vi isto? hmm...

2 - A TVI pode ter posto em xeque o programa de apoio da Alemanha a Portugal. Ao divulgar a notícia, veio colocar problemas internos à Alemanha ao apoio a Portugal. A TVI deve desconhecer que a opinião pública Alemã em geral é contra as ajudas aos países resgatados. A reportagem não veio em nada ajudar Portugal internacionalmente, antes sim dficultar as negociações

 

Conclusão: Em Portugal há muito bom jornalismo, e muito mau jornalismo... Este é o exemplo do que de pior Portugal mostra ao Mundo. Na ância de ganhar share de audiências interna, a TVI conseguiu diminuir Portugal internacionalmente, colocando-o numa posição de fraqueza negocial na ajuda financeira internacional. A irresponsabilidade de pessoas que têm a minha estima (José Alberto Carvalho) deu-me vergonha.

 

Isto nada tem a haver com censura. A democracia é um sistema em que tudo é permitido, até afetar a liberdade dos outros. Espero que os responsáveis sejam punidos pela falta de profissionalismo jornalístico!

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Tempo