Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Aventuras de um português na Alemanha

Sair do quadrado

Este post é dedicado a todas as pessoas que se sentem descontentes com a vida profissional que levam. A vida não é um fardo que temos de carregar. Deve antes de mais ser vivida da forma que mais feliz nos fizer.

As pessoas não podem ver o emprego como algo que tem se de suportar. O dinheiro é importante para a satisfação das nossas necessidades e sonhos, e por isso trabalhar tem enivitavelmente de fazer parte do nosso dia a dia. Passamos metade do nosso dia no trabalho. Passamos mais tempo com os colegas de trabalho do que com a família. E por esse motivo temos de nos sentir no nosso trabalho tão bem como se em casa estivessemos E se isso não acontece, se calhar está na altura de agir, de mudar, de procurar aquilo em que efectivamente são felizes. Refiro-me a todos os que acham que são mal reconhecidos nos empregos, que ganham mal, que se incompatibilizam com as chefias, que acham que podem dar mais. Mas têm medo... Medo do incerto, medo de arriscar, medo de ter de se esforçar, medo de falhar... Como diz uma amiga, às vezes é preciso "sair do quadrado".

Pois bem, eu arriquei, eu mudei, e estou feliz, muito mais feliz nesta minha nova situaçao profissional. Faço o que gosto, sou reconhecido, sou motivado, sou acarinhado. É verdade, isso existe. Aquilo que pensamos ser utopia afinal existe. Será que só na Alemanha? Espero que não. Em Portugal também existe esse ambiente em algumas empresas. Mas os gestores têm de uma vez por todas compreender que só com colaboradores satisfeitos a empresa cresce, e torna-se efectivamente produtiva. Em muitos países este ponto é alvo de especial atenção pelas chefias, e acredito que Portugal também pode vir a ser assim.

Deixo assim uma mensagem de incentivo, de uma letra de "António Variações", adaptada pelo grupo "Humanos", para aqueles que não se querem resignar com a vida que levam.

 

"Muda de vida se tu não vives satisfeito
Muda de vida, estás sempre a tempo de mudar
Muda de vida, não deves viver contrafeito
Muda de vida, se há vida em ti a latejar

Ver-te sorrir eu nunca te vi
E a cantar, eu nunca te ouvi
Será de ti ou pensas que tens...que ser assim?...

Muda de vida se tu não vives satisfeito
Muda de vida, estás sempre a tempo de mudar
Muda de vida, não deves viver contrafeito
Muda de vida, se há vida em ti a latejar

Ver-te sorrir eu nunca te vi
E a cantar, eu nunca te ouvi
Será de ti ou pensas que tens... que ser assim?...

Olha que a vida não, não é nem deve ser
Como um castigo que tu terás que viver

Muda de vida se tu não vives satisfeito
Muda de vida, estás sempre a tempo de mudar
Muda de vida, não deves viver contrafeito
Muda de vida, se há vida em ti a latejar"

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Tempo