Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Aventuras de um português na Alemanha

Votar no estrangeiro...missão impossível

Portugal é o país do famoso Magalhães, orgulha-se de ter velocidades de internet a fazer inveja aos meteoritos, tem o simplex, tem uma rede multibanco do mais avançado do mundo. Mas quando se fala de votar... só pode ser na sua freguesia (dizem eles).

Estando na Alemanha, não poderei dia 5 ir a Portugal votar. No entanto, como a minha ausência é porque tenho a LatitudeN como empresa alemã, não estou abrangido pelo voto por correspondência. Teria duas hipóteses, segundo o consulado: ir a Portugal, ou então registar-me na embaixada 60 dias antes das eleições, e votar aí por dois miseros deputados pelo círculo da Europa.

Caso alguém com influência leia este post (ok, excluo a minha mãe, o meu pai, a minha irmã, que já o seguem), sugiro algumas medidas simples, repito, simples, de permitir aos Portugueses exercerem o seu direito de voto:

1 - Permitir a qualquer cidadão português com residência em Portugal poder votar por correspondência, caso não esteja no seu local de residência. Isto tanto se aplica a mim, que estou na Alemanha agora, como a um cidadão do Porto que foi de férias para o Algarve. Só a título de exemplo, aqui na Alemanha, quando há eleições, todos os cidadãos têm a possibilidade de escolher votar por correspondência, em qualquer circunstância.

2 - Para os mais adeptos fervorosos das novas tecnologias, introduzir o voto eletrónico. Agora com o cartão de cidadão, e usando passwords protegidas, acho que seria de pensar introduzir este método. Simples, não? E não acredito que a fraude fosse um problema.

 

Conclusão, nas estatísticas do próximo dia 5 eu vou fazer parte dos "malandros" que se abesteram. Pois bem, isso assim é, porque não me dão hipótese minimamente aceitável para votar.

 

PS (salvo seja): Não votem Sócrates! Votem em branco, preto, MRPP, PCP, BE, PSD, CDS, ou no tiririca... Mas não gostaria de continuar a passar vergonha na Alemanha quando digo que sou Português. Como dizia uma política em Portugal, o Sócrates, nem na oposição. Ele que vá fazer um curso de novas oportunidades quando sair do Governo ;)

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Tempo