Domingo, 20 de Abril de 2014

Rating das televisões em Portugal: lixo

Será admissível que num país Europeu do século XXI os telejornais em horário nobre fiquem 40 minutos desde a sua abertura a falarem de um clube de futebol que ganhou um campeonato? Eu digo 40 minutos porque esse foi o minuto em que desliguei o Jornal da TVI, após ainda ter tido esperança de ver alguma outra notícia que marcou a atualidade em Portugal e no mundo, e talvez ouvir o comentário do Professor Marcelo.

Eu até posso aceitar, enquanto cidadão, que abram o telejornal a referir tal proeza (4 anos depois o Benfica é campeão), mas os canais portugueses gostam da festa... de mostrar o inutil (às tantas ligaram em direto para Paredes onde estavam umas 20 pessoas a festejar). E onde ficou a informação?

Eu gosto de futebol. Mas 40 minutos??? Caramba, as televisões que têm o dever de educar e informar na verdade são lixo. Puro lixo informativo, onde o assessório e especulativo é mais importante que o informativo. Não aprenderam estes "jornalistas" (faço entre aspas porque julgo que envergonham a categoria da profissão) qual a sua missão? A sua função enquanto mensageiros da informaçao? Mas nao... importante era mostrar 15 camaras a apontar para o nada e a repetir 30 vezes o mesmo. É assim tao importante para o país a vitória (mais que anunciada) do Benfica como campeão nacional?

 

Após desistir ao minuto 40 onde ainda ía a reportagem, resolvi entao procurar outras fontes de informação (neste caso o site do jornal Público) e pude então informar-me do que se passou neste mundo e que, de acordo com as nossas televisoes, não merecem destaque nem ao minuto 40. Será que não haviam assuntos tão ou bem mais atuais e importantes? Pois bem:

- A situação na Ucrânia está a escalar para um nível preocupante de violência: a guerra civil pode estar por dias

- Morreu um grande estilista nacional: Augustos

- O PS subiu nas intenções de voto para as Europeias

- Foram a enterrar os 2 pescadores de Vila do Conde que morreram na faina esta semana

- Continuam as buscas para procurar sobreviventes no naufrágio na Coreia

- Mau tempo no regresso da Páscoa: bastantes acidentes

- O Benfica é campeao nacional de futebol

(e outras...)

 

Fico triste com a lixeira das nossas televisões: fiquei eu à espera de informação (e a levar por cima, antes das 20:00, com um programa pimba de música pimba que explora o sentimento e necessidade das pessoas para telefonarem na esperanca de ganharem um prémio) - outra tristeza - das muitas que as nossas tvs nos presenteiam.

Comparo com a Alemanha: as noticias são dadas de forma sucinta, objetiva, e com conteúdo. Em 30 minutos é o tempo máximo que dura um telejornal aqui. Os cidadãos exigem este rigor, serem informados. Paga-se por isso, claro (aqui cada habitacao tem de pagar obrigatoriamente 17,90€ por mês de taxa de audiovisual: sim, eu e todos aqui pagam mais de 200 euros por ano  para isso. É muito... milhares de milhões de euros, mas até fico a pensar que "ainda bem que pago", pois para ter a vergonha dos telejornais em Portugal estou disposto a pagar esse valor.

 

Julgo que os media em Portugal (pincipalmente em Lisboa) pensam que o povo ainda é provinciano. Estão errados, e estão a subestimar a sua inteligência. Mas o lixo ainda vende, e enquanto vender acho que continuarão a fazer o mesmo. Mas nao se admirem por perderem audiências todos os anos. Até irem todos para a rua despedidos pela falência.

A televisão está ao nível de lixo. Os media em geral em Portugal estão ao nível da divida suberana, dos nossos políticos e de muitos empresários. Tenho de conlcuir que está bem para o país que temos... infelizmente!

sinto-me:
publicado por bruno@deutschland às 22:03
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Quinta-feira, 28 de Junho de 2012

Orgulho de ser Português

Coragem... Espírito de sacrifício... Lutar até ao fim... Não chegámos à final, mas para mim foi como lá chegássemos.

Quem tudo faz a mais não é obrigado. Nas meias finais mostrámos que somos capazes de fazer do melhor que existe! E por issso enquanto Português estou agradecido à selecção.

Parabéns e obrigado, Portugal! Sinto orgulho de dizer que sou Português.

sinto-me:
publicado por bruno@deutschland às 08:30
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 13 de Julho de 2010

A selecção e a imagem do País

Desde que cheguei à Alemanha (2007) já passei em terras germanicas dois campeonatos internacionais de futebol: Euro2008 e agora o Mundial na África do Sul.

Sobre a prestação da selecção Portuguesa pouco há a acrescentar: houve falta de ambição, medo, pouca humildade, e algum excesso de vedetismo. Claro que podemos dizer que perdemos com os campeões do Mundo, mas isso não pode esconder a desapontante prestação dos últimos dois anos.

Há uma outra coisa no entanto que talvez em Portugal às vezes possa passar despercebido a quem não está no estrangeiro. A imagem e pré-conceitos que um estrangeiro (alguem que não conhece em detalhe um determinado país) faz em relação a outro são criados a partir de pequenas amostras dos países, no qual o futebol é um exemplo.

Para minha surpresa (e comparando com o Euro 2008) muitos alemães não simpatizam agora com a nossa selecção, e até chegam criticar. Pude reparar nisso mesmo em todos os jogos em que participámos neste campeonato: muitos alemães torciam pelas equipas contra as quais Portugal jogou (principalmente Costa do Marfim e Espanha). Fiquei surpreendido, pois em 2008 a simpatia em relação a nós era grande. E após alguma conversa cheguei a alguns comentários de alemães (e outros estrangeiros aqui) comuns:

(1) a nossa selecção simula muitas faltas e faz tentar crer que foram faltas - imagem de trafulhas;

(2) Portugal joga demasiado defensivo - imagem de país regular;

(3) O Cristiano Ronaldo é um menino mimado, que se está sempre a fazer a faltas - imagem de falta de humildade.

 

Estas posturas refletem-se claro na ideia que um estrangeiro faz de Portugal. Por isso (caso alguém me ouça nesse rectângulo à beira mar plantado) sejam mais humildes, nada de vedetismo (não somos os melhores do mundo... embora possamos lutar por isso - como a Espanha o fez) e sejamos nós próprios. Eu faço a minha parte enquanto Português emigrado. Façam se faz favor a vossa parte também.

 

tags:
publicado por bruno@deutschland às 21:25
link do post | comentar | favorito
|

...in Deutschland

pesquisar

 

Janeiro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

posts recentes

Rating das televisões em ...

Orgulho de ser Português

A selecção e a imagem do ...

arquivos

Janeiro 2016

Novembro 2015

Setembro 2015

Junho 2015

Março 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Julho 2014

Abril 2014

Janeiro 2014

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Maio 2013

Março 2013

Janeiro 2013

Novembro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Abril 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Junho 2009

Maio 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Maio 2008

Março 2008

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

tags

todas as tags

favoritos

Porque paguei eu para vot...

links

tempo

Visitantes


Visitors Counter

subscrever feeds